quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Vazio ou Cheio Demais?


 
É à ponderação que convergem todas as indagações humanas.
Não é de graça que nasceu o dilema de Hamlet na cabeça de Shakespeare: “Ser ou não ser, eis a questão?”, ou a “filosofia” do copo meio cheio ou meio vazio.
Quem nunca sentiu uma tristeza que o consumisse? Ou a falta de algo que não sabia o que era? Ou uma angústia avassaladora? Ou simplesmente medo sem explicação?
Já senti isso tantas vezes, e muitas vezes ainda sinto. A indagação para esses sintomas eu creio que seja: Preciso me encher ou me esvaziar?
Afinal, a que remete o que sentimos? Vazio? Ou a sensação de carga excessiva?
O que nos falta: Encher-nos de Deus ou nos esvaziarmos de nós mesmo? É difícil dizer, e eu não tenho uma resposta precisa, o que sei é que precisamos dos dois, e o equilíbrio é uma fórmula divina, sagrada e secreta, que nunca desvendaremos. Pendulamos entre os extremos de um gongo ensurdecedor, e por isso nos sentimos confusos, e até desorientados muitas vezes.
Fiodor Dostoiévski disse: "Existe no homem um vazio do tamanho de Deus." Sendo assim, como em um quebra-cabeça, só há uma peça de perfeito encaixe.
Do que você se sente cheio? Preocupação? Cansaço? Culpa? Tristeza? Medo? Tudo isso reflete uma visão de si para si mesmo, que nos faz carregar pesados e desnecessários fardos. Quando olhamos demais para nós mesmos, é isso que acontece, e o conselho bíblico é que não andemos ansiosos com coisa alguma(Lucas 12:22), e que entreguemos ao senhor as nossas ansiedades(I Pedro 5:7), e nos deleitemos em viver as reconfortantes palavras de Jesus: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimido, e eu vos aliviarei.(...)e encontrareis descanso para vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.
E aos que estão se sentindo cheios demais, o conselho de Paulo em Filipenses 2 é que assim como Jesus, não observemos somente o que é nosso, mas também para o que é dos outros, e sejamos servos, nos esvaziando do nosso egoísmo e prepotência, ainda que nos seja conferida uma posição privilegiada. Precisa se esvaziar? Se encha! Encha do Espírito do Senhor, e portanto “seja menos! Carregue menos”. Pois se o fardo carregado é pesado demais, tenha certeza que não provém do Senhor o peso que estais levando.
Aos que se sentem vazios, Paulo também aconselha em Efésios 5-18: “enchei-vos do Espírito”. Precisa se encher? Esvazie-se! Se esvazie de você mesmo, das convicções infundadas, e de tudo que te afasta da comunhão com Deus e com seu próximo, e busque ao Senhor e ele te encherá.
Assim, o que a Bíblia nos orienta é que precisamos nos esvaziar pra nos encher, e como compôs Paulinho Moska: “O vazio é um meio de transporte pra quem tem coração cheio”(Música: Cheio de Vazio).


Brunna Stefanya Leal Lima Cabral
 
Caso deseje citar integral ou parcialmente este texto, favor citar a autora e a fonte, exceções conceituam-se plágio.
Leia também: Carregando Pedras

Gostou do Texto? Não gostou? Tem alguma crítica ou sugestão?       
Não deixe de votar abaixo expondo seu nível de satisfação com o texto.     
Deixe também seu comentário! Sua opinião é muito importante para que eu continue escrevendo, e é uma grande motivadora. 
Obrigada!

2 comentários:

  1. é bruna - boa pergunta - vazio ou cheio demais? quantos extremos né? porque será que por vezes somos tao assim. seu texto está otimo muito bom. abraços lamarque

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Estamos sobrecarregados", não é mesmo Lamarque?...rs

      Excluir

Obrigada pelo seu comentário!
Que Deus lhe abençõe!!!

Direitos Reservados

MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Plágio é Crime! Gostou? Quer usar o texto inteiro ou parcialmente? Peça autorização!

Agregadores

Tecnogospel: Os melhores links evangélicos Tedioso: Os melhores links agrega dicas maislinks Pop Blogs: O melhor da Web está aqui Links - Amigo De Cristo

Origem do Público desde 22 de Agosto de 2.012