quinta-feira, 12 de julho de 2012

Deus Não desiste: Chega!


Chega, já não aguento mais esse negócio de “Deus não desisti de você, de mim”, e de todo sujo e mau lavado!
O cúmulo foi quando li essa mensagem:
“Deus não desistiu de Abraão, quando ele mentiu por causa de Sara.
Deus não desistiu de Moisés, quando ele ficou dando desculpas para não cumprir o chamado de Deus.
Deus não desistiu de Elias, quando se sentindo sozinho, pediu para morrer.
Deus não desistiu de Davi, quando adulterou e tramou a morte de Urias.
Deus não desistiu de Pedro, quando por três vezes negou a Cristo.
Deus não desistiu de Saulo, quando perseguia a sua Igreja e ele não desiste de você... ELE TE AMOU PRIMEIRO .... Não importa quem você é!!!
E quanto à Judas, importava quem ele era?”
Então pelo que entendi: “Faça o que quiser, e Deus não se importará e ainda correrá atrás de ti?” É isso mesmo?
Santa ignorância!!!
Desistir??? Esse verbo realmente não se aplica a Deus, pois ele tem um propósito determinado que se cumprirá, mesmo mediante a limitada liberdade humana. Embora a Bíblia fale de arrependimento. Hora a Bíblia diz que Deus não se arrepende, em outras diz o contrário. Não vou nem falar dos originais, não sou hábil pra tanto. Mas entendamos que o termo tem sentido amplo na língua portuguesa:
1-             Lamento pelo mau ocorrido, sofrimento e 2 - Retrocesso em relação à atitude tomada, mudança.
Então, quando a Bíblia diz que Deus se arrepende fala do sofrimento pela maldade e desobediência humana(Gênesis 6:6, Exôdo 32:14l, Salmo 135:14, entre outros) e quando diz que não se arrepende explica que Deus não volta atrás em suas determinações(I Samuel 15:29; 35, Jeremias 26:19, entre outros).
Então vamos por partes, porque essa foi o limite!
Abrãao não mentiu, ele omitiu uma verdade, para que não fosse morto. Sara realmente era sua irmã(Gênesis 20:12). Na verdade, na primeira vez que aconteceu ainda eram Abrão e Sarai. Eles saíram de sua terra por obediência à ordem de Deus, e desceram ao Egito para buscar comida, pois havia fome na terra. E todos sofreram as consequências: Abrão que vira sua mulher tomada por mulher de outro, Sarai que tivera que se submeter a isso para que vivessem, e Faraó e sua casa que fora ferido com as pragas enviadas por Deus(Gênesis 12:10-20). A segunda vez que ocorrera já eram Abraão e Sara. E desta vez Deus impediu que o plano deles fosse adiante, revelando a verdade ao rei Abimeleque, antes que esse possuísse Sara por mulher E este os perdoou(Gênesis 20).
No caso de Moisés, este não “ficou dando desculpa para não cumprir o chamado de Deus”, ele apenas sabia de suas limitações - inclusive o fato de ter sido criado dentro do palácio de Faraó, podendo fazer com que ele representasse uma figura hostil para o povo(veja o que ele diz em Exôdo 3:13) - e não se julgou hábil para a tarefa, tanto que Deus deu lhe Arão para o acompanhar(Exôdo 5).
Elias foi um homem que cumpriu a vontade de Deus, obedecendo sua voz. Através dele Deus fez maravilhas no meio do povo de Israel, que muito ignorarou o poderio e adoração ao seu Deus. Mesmo vendo todas as maravilhas que Deus operava, o povo acabava voltando às suas práticas pagãs e seu pecado. Vendo tudo isso, Elias se sentiu desanimado, desencorajado, pois com as ações daquele povo, e em sua angústia clamou a Deus por aquilo que seria sua libertação: sua morte. Porém Deus tratou de dar-lhe ânimo e assim ele prosseguiu em seu caminho até o momento em que Deus o arrebatara(I Reis 19).
Davi pagou por todo seu pecado, e as consequências foram avassaladoras. Sua família fora destruída. O filho que Bate-Seba gerou, morreu(I Samuel 12:15). Outro filho seu, Amnom, estuprou a irmã Tamar(também sua filha)(II Samuel 13), e foi morto pelo irmão Absalão(II Samuel 13) , que também lhe usurpou o trono e tentou lhe matar, lhe perseguindo e fazendo dele um fugitivo(II Samuel 15). Foi traído por seu fiel conselheiro, e pra reconsquistar seu trono, seu filho Absalão é morto(II Samuel 18), e por aí vai. Mas Deus contemplava o coração de Davi, e sabia que esse se compungia por todo seu pecado, e fora perdoado mediante seu arrependimento, que lhe fora amargo.
Pedro negou a Cristo porque assim estava determinado, e havia nisto um propósito de Deus: poupar a vida de Pedro naquele momento, pois havia ainda grande obra para ele. Quando Pedro se deu conta de que fizera o que o mestre disse que faria: negá-lo, este chorou(Mateus 26:75). Tanto mais tarde, segundo a tradição, Pedro entrou para o rol de mártires da igreja, sendo crucificado de cabeça para baixo.
Saulo, perseguia a igreja pois ainda não havia sido iluminado pela cruz de Cristo, e quando o fora, passou a enxergar seu próprio pecado, do qual se arrependera até o fim de seus dias, sem deixar de sofrer as consequências dele também, sendo perseguido e até preso por vezes(Filipenses 1:12).
E quanto à Judas, importava quem ele era? Retórica Sarcástica!
Judas nunca fora transformado. Ele estava no meio dos apóstolo e de Cristo, mas continuava perdido, e assim foi até seu fim(João 6:64;70). Ele nunca foi grato pela confiança lhe conferida. Fora colocado como tesoureiro dos apostólos que seguiam a Jesus, mesmo sendo ladrão, e continuou roubando o grupo.(João 12:6). Judas fora predestinado à perdição(João 17:12).
Pensar que Deus acolhe tudo em todos é um dos erros primários da igreja, mas o secundário talvez seja pior: acreditar que todo confrontamento ao pecado é legalismo, ou exigência de perfeição humana, reprimindo as vozes daqueles que buscam o melhor para igreja de Cristo na terra, não se conformando com o pecado habitando e abundando nela, sob à luz do comodismo cristão.
Deus realmente está de braços abertos a receber pecadores, mas a prima dessa recepção é a transformação. A igreja é como um hospital, lugar para receber “doentes”, para que sejam curados, e não para alimentar suas “doenças”. O intuito de Cristo através da igreja não é amenizar dores e sim curar a alma doente.
Então que busquemos o salvador e não esperemos simplesmente que Ele nos sirva. Que ergamos as mãos para ofertar e não apenas para receber do Senhor.

Brunna Stefanya Leal Lima Cabral
 
Caso deseje citar integral ou parcialmente este texto, favor citar a autora e a fonte, exceções conceituam-se plágio.
 Leia também: “O Dia em que Deus Desistiu de Uma Criança”, para entender melhor


Gostou do Texto? Não gostou? Tem alguma crítica ou sugestão?       
Não deixe de votar abaixo expondo seu nível de satisfação com o texto.     
Deixe também seu comentário! Sua opinião é muito importante para que eu continue escrevendo, e é uma grande motivadora. 
Obrigada!

4 comentários:

  1. Agradeço muito essa explicação. Aprendi mais um pouco.

    ResponderExcluir
  2. Tem que ter muita fé para acreditar, somente fé.

    ResponderExcluir
  3. Poxa Bruna,
    Muito boa sua mensagem.
    Explicação bárbara esta sua.Infelizmente eu também estou cansada desta coisa de Deus não desistiu de você.
    Deus tem um mundo a salvar e não esta preocupado com as mesquinhez detses Judas, que comoe sta professora do outro texto, vivem dissolutamente, sem prestar atenção nos seus atos.
    Todos nós somos responsabilizados por nossas atitudes, sejam elas boa sou rmás!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário!
Que Deus lhe abençõe!!!

Direitos Reservados

MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Plágio é Crime! Gostou? Quer usar o texto inteiro ou parcialmente? Peça autorização!

Agregadores

Tecnogospel: Os melhores links evangélicos Tedioso: Os melhores links agrega dicas maislinks Pop Blogs: O melhor da Web está aqui Links - Amigo De Cristo

Origem do Público desde 22 de Agosto de 2.012